• Elis Busanello

DOIS MUNDOS

Atualizado: Jun 5

A nova realidade do Século XXI

As pessoas que tem mais de 20 anos (aproximadamente) conheceram no passado, como única opção de espaço para viver, o físico, palpável, a terra onde moravam, estudavam, iam à igreja, trabalhavam, se divertiam e se aposentavam. Hoje, temos um novo espaço, amplo e democrático, para estudar, ir à igreja, fazer compras, para trabalhar, se divertir... Enfim, seria um novo lugar para viver?

Enquanto alguns países ainda precisam aplicar uma eficaz estratégia de controle da natalidade, outros fizeram isto de forma tão competente que hoje se preocupam em ampliar o número de nascimentos de bebês. Isto é fato na Europa e já apontado também como preocupação para o Brasil, uma vez que em 2006 atingiu o índice de 1,8 filhos por mulher, previsto para acontecer somente em 2043. Segundo estudiosos, o resultado será a falta da mão de obra e o incentivo à maternidade por meio de premiações e benefícios, como já acontece em alguns países do primeiro mundo. Parece inacreditável que em nosso país, em tão pouco tempo, mudamos o nosso discurso dessa maneira. O fato é que o Japão tem 320 habitantes por km2 e incentiva a sua população a ter mais filhos, enquanto aqui temos apenas 20 habitantes no mesmo espaço, considerado indicativo de falta de mão-de-obra e giro de receita. Ainda não sabemos no que isto vai dar, mas uma coisa é certa, temos muita coisa a organizar, principalmente na segurança, saúde e educação da nossa população no território físico.


O Brasil tem hoje aproximadamente 190 milhões de habitantes e a tendência é reduzir nos próximos anos. Enquanto isto, a Internet no Brasil já contabiliza 63,2 milhões de usuários, segundo o Ibope Nielsen Online, em Junho de 2009.


Sugiro então compararmos a nossa presença nestes dois mundos.

No mundo físico, estamos em um lugar de cada vez: casa, trabalho, rua, escola, igreja etc.

Portanto, entre os 190 milhões de brasileiros, representamos de fato 1 habitante.

No mundo virtual nos multiplicamos. As estatísticas nos consideram 1 usuário entre os 63,2 milhões, mas aqui, não há controle de natalidade e nós tratamos de renascer todos os dias, das mais diversas formas. Faça uma análise da sua presença na Internet. Neste mundo não somos um, somos muitos. Vejam isto:

mariaxyzsoares@hotmail.com para uso do MSN

mariaxyzsoares@gmail.com para acessar o Google maps, docs etc.

mariaxyzsoares no Skype

Maria XYZ Soares no Orkut

mariaXYZsoares no Twitter

mariaxyzsoares@trabalho.com.br

mariaxyzsoares@hobby.com.br (eu tenho dois endereços especialmente para os meus hobbys)

pt-br.facebook.com/.../mariaxyzsoares

mariaxyzsoares.blogspot.com

.............................................

Considerando uma média modesta de 5 endereços de acessos por usuário, já somamos 316 milhões e sabemos que, na maioria das vezes estamos conectados ao mesmo tempo em, no mínimo, 2 ou 3 caminhos de comunicação virtual.

Lembram que começamos timidamente, depois vorazmente, nas salas de chat, irc e ... etc? Onde estão elas hoje? Caíram no ostracismo ou foram substituídas, pois neste mundo o conhecimento muda e novas oportunidades aparecem a todo o momento.

Meu intuito é fomentar a reflexão sobre o uso destas infinitas possibilidades de relacionamento, pessoal e/ou profissional, de transmissão de idéias, de contribuição à sociedade e de aprendizado.

Logicamente, continuaremos a vivenciar no mundo físico, as fantásticas oportunidades de deleite, degustando, sorvendo, sentindo, vendo, ouvindo e apalpando delícias ou rejeitando o que consideramos desagradável em forma de barulho, imagem, dor ou gosto. Este é o mundo base, que viabiliza o mundo virtual, nossa nova realidade.

Sendo assim, vale refletirmos sobre o tempo e a qualidade da nossa dedicação à Internet, da nossa compreensão aos serviços que ela nos oferece e como podemos usufruir deles pessoal e profissionalmente.

Seria muito mais fácil para as pessoas obterem o melhor da Internet se não fossem prisioneiras da ignorância ou da miopia de valores. Por ignorância, leia-se desconhecimento. Por miopia, leia-se desvio de interpretação.

Seguimos então atentos ao que podemos fazer para salvar o dia, com um olho no amanhã, onde tudo pode virar de pernas para cima e por certo, quem estiver mais preparado vencerá.

A propósito, hoje meu mundo físico, se reduziu a uma mesa, cadeira, tapete e notebook, depois de um café quentinho e de carinho à minha filha de oito anos, nesta fria manhã de julho. Enquanto isto, meu mundo virtual permitiu eu “visitar” minha família que mora há 900 km através do MSN, pesquisar e passar uma nova idéia para a minha equipe de trabalho, ler a última crônica do meu amigo escritor que mora em Garopaba, mandar uma mensagem para o meu parceiro de projetos de Minas Gerais... E fui mais longe ainda, nos jornais Zero Hora, O Globo, nos portais V6, IBGE, IBOPE, BBC, nos países como China e Japão, no continente Europeu... Enfim... Eu fui onde quis, e por quanto eu quis. Farei uma pausa no meu mundo virtual para um banho. Eu paro. Ele continua. Este é o milagre da virtualidade. Por isto tempo que nos conectar com urgência e aprender a conciliar nossa navegação nos dois mundos do Século XXI.

Elis Busanello Obs: Este texto eu escrevi em 2009. Incrível o quanto isto mudou e acelerou em 10 anos!




#internet #mundodigital #redessociais #socialmedia #coaching #cursos #palestras #web #relacionamentosvirtuais


0 visualização

NOSSOS CLIENTES

© Elis Busanello 2019. Todos os diretos reservados

UNIVILLE