• Elis Busanello

POR QUE FAZER COACHING?

Quando alguém me pergunta por que fazer Coaching, eu respondo: - O por quê é seu. É você que sabe da sua satisfação com a vida que tem.

Então as vezes ela menciona que ouviu falar de uma experiência que não funcionou dela ou de outra pessoa. E então refletimos juntos sobre todas as vezes que o médico muda o remédio porque o tratamento não estava funcionando. Colocamos mais sal na comida porque estava insosso. Retornamos à oficina mecânica porque o carro continuava com ruído. Assim é também com os processos de apoio. O que levaria o Coaching a ser o processo perfeito? Não existe um processo perfeito, afinal, a alma humana, a mente e o corpo não são máquinas onde apertamos parafusos. É importante lembrar que é uma relação onde profissional e cliente se empenham para fazer dar certo. Se cada um colocar 100% do seu melhor, certamente vai funcionar.

Então, se você não tem certeza se um processo de Coaching vai ajudar você, responda a estas perguntas de bate/pronto:

1. Atualmente existe alguma coisa que você gostaria de fazer e não está fazendo? ( ) Sim ( ) Não

2. Atualmente existe alguma coisa que você não gostaria de fazer e está fazendo? ( ) Sim ( ) Não

3. Você acha que o tempo está passando depressa? ( ) Sim ( ) Não

4. Se você morresse hoje, partiria deixando algo sem realizar? ( ) Sim ( ) Não

5. Você deixa de fazer coisas ou adia porque acredita que não domina? ( ) Sim ( ) Não 6. Você termina o dia com a sensação que precisa de mais 02 horas? ( ) Sim ( ) Não 7. Você fica aliviado quando pode dormir e não pensar na vida? ( ) Sim ( ) Não Some as respostas Sim. Seguem sugestões conforme o resultado desta soma: A) Uma ou duas respostas Sim, já indica que sua vida pode melhorar muito com um processo de Coaching. Se você marcou 3 ou mais respostas Sim, eu recomendo você pensar seriamente em receber suporte de Coaching o mais rápido possível.

B) Se você não quer fazer um processo on-line ou presencial com um Coach, pense na possibilidade de fazer Autocoaching – Autoaprendizagem com autonomia, em 05 módulos e pílulas em vídeos + materiais de apoio, tudo 100% on-line;

C) Estas duas oportunidades eu não deixaria passar:

C1. Análise Comportamental DISC – Para identificar pontos fortes e maximizar os resultados. Trata-se de um profundo e completo relatório personalizado de autoconhecimento e caminhos de mudança;

C2. Análise Vocacional e de Carreira – Para saber a profissão que mais combina com seus talentose as motivações para percorrer o caminho com satisfação e, então realizar o seu propósito de vida. Pensa comigo. Você vai ao podólogo se tem unha encravada, vai ao médico se tem gastrite, o que está esperando para buscar um profissional para ajudar a destravar o seu sucesso?