QUALIDADES

Nem sempre a qualidade que temos está nos ajudando. Parece loucura dizer isto, mas acompanhe este pensamento e me ajude a refletir... Eu fico triste quando vejo uma pessoa que tem qualidades, se dar mal numa entrevista de emprego. Vejo artistas talentosos tocando em barzinhos, ganhando R$100 por noite. Cozinheiras maravilhosas desempregadas, quando comer é necessidade básica. Competentes profissionais de TI, esta área que cresce sem parar, sofrendo na mesma situação. A consequência disto são pessoas frustradas e com dificuldade para bancar a própria sobrevivência. Isto destroi a autoconfiannça delas. Também tem pessoas que conquistaram uma liderança, por seus méritos e qualidades. E quando chegaram lá, tem dificuldade de liderar, estão sem tempo, chegam em casa estressadas, os relacionamentos ficam ruins e a vida delas está estagnada em um patamar. Talvez você conheça casos semelhantes com estes, ou até mesmo pode estar acontecendo com você. Pode ser que as suas qualidades ajudem, mas não tanto quanto você gostaria. E provavelmente você se pergunta, se eu tenho tantas qualidades, porque não consigo fazer desta minha qualidade uma alavanca para o meu sucesso?

Isto está acontecendo porque a qualidade é como um véu na sua frente. E ela pode colocar você num patamar ilusório, tapando a sua visão de outras habilidades necessárias. Você pode estar apegado na sua qualidade, confiante que ela basta, mas não.

Toda qualidade é uma fronteira. Ela é um limite onde você se colocou. A pessoa diz: - Me comunico bem e vou fazer palestras, mas não tem um bom conteúdo; - Sei tocar e cantar centenas de músicas, vou encher minha agenda, mas não sabe vender-se para os melhores locais e acaba aceitando qualquer coisa. - Já trabalhei em grandes empresas e já fiz dezenas de cursos, mas tem resultados medianos.






0 visualização

NOSSOS CLIENTES

© Elis Busanello 2019. Todos os diretos reservados